Servir a comunidade, de forma solidária.

Lar Jacinto Faleiro

Largo Vítor Guerreiro Prazeres, n.4-r/c
7780-218 Castro Verde
286 320 130
geral@lar-jfaleiro.pt

     Herdade dos Pereiros

   Herdade dos Bispos

Agricultura

Em 1999 e 2003, a Instituição decidiu dar uma dinâmica diferente e alternativa ao modo de exploração que vinha seguindo nos seus prédios rústicos, iniciando-se nesta actividade em duas das suas herdades. O objectivo foi reforçar a sua auto-sustentabilidade e reforço económico da área social, renovando o seu compromisso de se afirmar como uma Instituição aberta, transparente, ética e socialmente responsável.
Deste modo, a actividade agrícola do Lar Jacinto Faleiro assenta no seguinte:

 

Herdade dos Pereiros

Propriedade com 464 hectares que integra uma horta com exploração directa para as necessidades básicas da Instituição. Tem dois funcionários para exercer as actividades diárias e três ajudantes temporários. Nesta herdade é dada preferência à exploração de ovinos, contando-se actualmente com um efectivo de 650 cabeças. 

A exploração dá cumprimento ao determinado no acordo em torno das medidas agro-ambientais, com a produção de aveias, cevadas, trigos e outros.

Foto Herdade dos BisposHerdade dos Bispos

Propriedade com 840 hectares. Destes, 660 são explorados pela Instituição, tendo dois funcionários fixos para desenvolver as várias actividades agro-pecuárias.
 
Nesta exploração convergem várias actividades, destacando-se basicamente a produção de forragens, aveias, cevadas e trigos, aliados à pecuária, com um efectivo de 165 bovinos.
 
Na produção destacam-se as culturas arvenses, sendo uma parte para consumo na exploração e os excessos vendidos para o exterior. 
 
É também feita a criação biológica de vitelos que contribuem para a auto-sustentabilidade em termos de carne nas respostas sociais da instituição, proporcionando também vendas para o exterior, sendo por este facto um sector assente numa produção agro-pecuária de referência.
 
Para além de todos estes benefícios e do reforço crescente de trabalho na área agrícola, esta actividade tem um impacto directo no crescimento económico, emprego e desenvolvimento local e regional.
 
Saliente-se ainda que toda a actividade é desenvolvida no cumprimento integral das boas práticas agrícolas, condicionalidade e bem-estar animal.